PERCURSO PEDESTRE «PASSOS CONTADOS» – Nas rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela

Com os arqueólogos Catarina Oliveira e Nuno Inácio

13 Outubro (Domingo)

Ponto de encontro: 9.30 em Santa Rita

 

Privar as províncias desse poderoso meio de cultura e representação científica [o património arqueológico: monumentos e colecções], equivaleria a destruir as suas condições de progresso intelectual e a querer que não houvesse no reino mais do que duas ou três cidades dignas de atenção.” quem o escreve é Estácio da Veiga, pioneiro da arqueologia portuguesa, em 1880.

Estácio da Veiga (1828-1891), natural de Tavira, oriundo de uma família da nobreza rural Algarvia, foi um dos mais notáveis arqueológos portugueses de sempre, pioneiro e inovador no seu tempo. Autor da Carta Arqueológica do Algarve (1878), a primeira no país, e das “Antiguidades Monumentais do Algarve” que publicou em 4 volumes entre 1886 e 1891, ano da sua morte, propôs em 1880 um “Programa para a instrução dos estudos arqueológicos em Portugal” e criou, inteiramente contrário à centralização e concentração num só lugar de todos os monumentos da nação, o “Museu Arqueológico do Algarve” cuja colecção, depois da sua morte, viria a integrar o Museu Ethnografico Português, actual Museu Nacional de Arqueologia. Tudo com base num plano sistemático e pioneiro de identificação, escavação, registo, interpretação e divulgação de vestígios arqueológicos, que o levaram a percorrer todo o Algarve de Oriente para Ocidente, empregando métodos inovadores.

 Estácio da Veiga

Em Cacela identificou túmulos megalíticos, necrópoles de cistas, vestígios romanos, silos e materiais islâmicos,… escavou, registou, desenhou, fotografou, cartografou, publicou. Na sua maior parte desaparecidos, conhecemos hoje estes valiosos testemunhos a partir dos seus registos, magnificas pranchas com desenhos dos objectos exumados, plantas detalhadas com menção aos proprietários das casas de lavoura.

 Carta Arqueológica do Algarve

 

Neste percurso, seguindo as pisadas de Estácio em Cacela 130 anos depois, com a orientação de dois arqueológos, vamos descobrir uma figura ímpar do Portugal Oitocentista, e ficar a conhecer testemunhos de um passado remoto que Estácio da Veiga, imbuído pelos ideais do Romantismo, tanto se empenhou em por ao serviço da instrução e desenvolvimento das populações.

 

Quem eram os arqueólogos nos finais do séc. XIX? O que os motivava? Com que apoios contou Estácio da Veiga? Como se deslocava no Algarve de então e tomava conhecimento dos sítios arqueológicos? Que métodos de escavação e registo utilizava no terreno? Que destino tiveram os monumentos e colecções arqueológicas que identificou e estudou? São algumas das questões que vão orientar a conversa ao longo do percurso.

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s