Tagged: paisagem

OFICINA DE ILUSTRAÇÃO para adultos “Bichos. Quem nos observa da paisagem?” – 28 Setembro (Sábado), das 15h00 às 18h00

Oficina de ilustração

OFICINA DE ILUSTRAÇÃO para adultos

No âmbito da exposição “Bichos. Quem nos observa da paisagem?”

28 Setembro (Sábado) das 15h00 às 18h00

Inscrição – 5,00 €

Grasnam, chiam, zumbem, piam, coaxam… em alerta!

O flamingo, o camaleão, o morcego, a libélula, o abelharuco, e muitos outros, são algumas das espécies que olham para nós, que somos responsáveis pela profunda transformação do seu habitat.

No âmbito da exposição “Bichos. Quem nos observa da paisagem?”, a arquitecta e ilustradora Marta Santos, em conjunto com o CIIPC, promove uma oficina de ilustração para adultos, que decorrerá no dia 28 de Setembro (entre as 15 e as 18h00), no Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela, localizado na Antiga Escola Primária de Santa Rita. O objectivo será a criação de um “Animalário da Fauna do Algarve” e de um “Almanaque de conservação da natureza”.

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, por email ou telefone, deixando o nome e contacto.

————————————–

A exposição está ainda patente até ao dia 10 de Novembro, e apresenta as espécies faunísticas como observadores, numa chamada de atenção, dado por algumas das espécies que existem na região do Algarve, para a sua vulnerabilidade.

Como “bio-indicadores” revelam-nos a importância da conservação das zonas costeiras e dunares, para as ribeiras e charcos, e espaços agrícolas da região.

Integra ainda alguns dos seus sons, para os ouvirmos, e com as respectivas fichas de identificação, com informações úteis para uma maior responsabilidade ambiental.

Está ainda prevista a realização de outra oficina, para crianças e jovens, no dia 9 de Novembro (sábado à tarde, das 15h00 às 18h00).

Participe!

——————————————-

Marta Santos

Arquitecta e ilustradora, tem dedicado o seu trabalho em torno de projectos de investigação e valorização da paisagem, património cultural e arquitectónico do Algarve.

Tem desenvolvido diversos projectos educativos e comunitários no âmbito das artes plásticas para grupos escolares, adultos e seniores.

Um dos seus últimos trabalhos ilustrados, o projecto escolar “Tia Anica de Loulé”, foi editado pela Câmara Municipal de Loulé.

——————————————–

Informações e inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. / Fax: 281 952600

ciipcacela@gmail.com

https://ciipcacela.wordpress.com/

Anúncios

OFICINA DE ILUSTRAÇÃO – 30 Agosto (6ª feira) das 9h30 às 12h30

No âmbito da exposição “Bichos. Quem nos observa da paisagem?”

30 Agosto (6ª feira) das 9h30 às 12h30
Inscrição – 3,5 €

Oficina de ilustração
Grasnam, chiam, zumbem, piam, coaxam… em alerta!

O flamingo, o camaleão, o morcego, a libélula, o abelharuco, e muitos outros, são algumas das espécies que olham para nós, que somos responsáveis pela profunda transformação do seu habitat.

No âmbito da exposição “Bichos. Quem nos observa da paisagem?”, a arquitecta e ilustradora Marta Santos, em conjunto com o CIIPC, promove uma oficina de ilustração para crianças e jovens que decorrerá no dia 30 de Agosto (entre as 9h30 e as 12h30), no Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela, localizado na Antiga Escola Primária de Santa Rita.
O objectivo será a criação de um “Animalário da Fauna do Algarve” e de um “Almanaque de conservação da natureza”.
As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, por email ou telefone, deixando o nome e contacto.

————————————–

A exposição está ainda patente até dia 27 de Setembro, e apresenta as espécies faunísticas como observadores, numa chamada de atenção, dado por algumas das espécies que existem na região do Algarve, para a sua vulnerabilidade.

Como “bio-indicadores” revelam-nos a importância da conservação das zonas costeiras e dunares, para as ribeiras e charcos, e espaços agrícolas da região.

Integra ainda alguns dos seus sons, para os ouvirmos, e com as respectivas fichas de identificação, com informações úteis para uma maior responsabilidade ambiental.

 

Está ainda prevista a realização de outra oficina, para adultos, no dia 28 de Setembro (sábado à tarde, das 15h00 às 18h00).

 

Participe!

——————————————-

Marta Santos

Arquitecta e ilustradora, tem dedicado o seu trabalho em torno de projectos de investigação e valorização da paisagem, património cultural e arquitectónico do Algarve.

Tem desenvolvido diversos projectos educativos e comunitários no âmbito das artes plásticas para grupos escolares, adultos e seniores.

Um dos seus últimos trabalhos ilustrados, o projecto escolar “Tia Anica de Loulé”, foi editado pela Câmara Municipal de Loulé.

——————————————–

Informações e inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. / Fax: 281 952600

ciipcacela@gmail.com

https://ciipcacela.wordpress.com/

Exposição “Bichos. Quem nos observa da paisagem?”

 

Expo Marta Santos_poster

Somos constantemente observados pelos bichos que habitam a nossa paisagem: o flamingo, o camaleão, o morcego, a libélula, o abelharuco, e muitos outros.

Grasnam, chiam, zumbem, piam, coaxam… em alerta!

Nesta exposição há uma chamada de atenção para as profundas transformações dos seus habitats no Algarve e sua consequente vulnerabilidade. Como “bio-indicadores” revelam-nos a importância da conservação das zonas costeiras e dunares, das ribeiras e charcos, e espaços agrícolas da região.

É ainda possível ouvir alguns dos seus sons. Cada ilustração tem associada uma ficha de identificação da espécie com informações úteis para uma maior responsabilidade ambiental.

Estão ainda previstas a realização de duas oficinas, ema para crianças e jovens (30 de Agosto) e outra para adultos (28 de Setembro), para que em conjunto, possamos criar o nosso “Animalário da Fauna do Algarve” e um “Almanaque de conservação da natureza”.

 

Marta Santos

Arquitecta e ilustradora, tem dedicado o seu trabalho em torno de projectos de investigação e valorização da paisagem, património cultural e arquitectónico do Algarve.

Tem desenvolvido diversos projectos educativos e comunitários no âmbito das artes plásticas para grupos escolares, adultos e seniores.

Um dos seus últimos trabalhos ilustrados, o projecto escolar “Tia Anica de Loulé”, foi editado pela Câmara Municipal de Loulé.

 

A exposição estará patente no CIIPC até 27 de Setembro e pode ser visitada (também por grupos, mediante marcação prévia) de segunda a sexta-feira das 9.00 às 15.00 (Julho e Agosto) e das 9.00 às 13.00 e 14.00 às 17.00 (Setembro).

  

Informações:

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. / Fax: 281 952600

ciipcacela@gmail.com

http://ciipcacela.wordpress.com/

Tradições alimentares no Algarve Rural – Passeio pedestre no dia 6 Julho (Sábado)

Continua em Julho, a 7ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso:

 

TRADIÇÕES ALIMENTARES NO ALGARVE RURAL

Com a socióloga da alimentação Maria Manuel Valagão

6 Julho (Sábado)

Ponto de encontro: 17.00 em Vila Real de Santo António

 Tradições alimentares - passos contados 2013

A cozinha no Sotavento Algarvio, estreitamente ligada ao grande universo da alimentação mediterrânica, é resultado de antigas heranças ligadas à exploração dos recursos do mar e da ria – o pescado diverso, o marisco e especialmente os bivalves –, do labor nas hortas e pomares do barrocal com variedade de hortícolas, citrinos e frutos secos (figo, amêndoa e alfarroba), bem como de tradições serranas ligadas à pastorícia, ao mel, aos antigos ciclos do pão e do porco, à caça e à utilização de ervas na aromatização das açordas e outros pratos.

Que influências deixaram romanos e árabes na nossa cozinha? De que forma o que comemos se relaciona com os recursos disponíveis no território e a sua exploração? Que trocas de produtos se estabeleciam em tempos idos entre os pescadores do litoral, os camponeses do barrocal e os montanheiros? Como é que a sazonalidade e o ciclo agrícola marcava a alimentação ao longo do ano? Como se conservavam os alimentos do mar e da terra? O que se comia e como se comia nos dias festivos? Como eram as nossas cozinhas? O que resta do nosso antigo receituário na memória dos mais velhos? São algumas das questões a que procuraremos dar resposta neste percurso, que se desenvolverá entre Vila Real de Santo António e a zona serrana do Baixo Guadiana. A terminar teremos oportunidade de degustar algumas comidas próprias da estação.

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os passeios diurnos deverá trazer merenda, cantil com água, calçado confortável, roupa leve, chapéu e protector solar. Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Este percurso contará com apoio de um autocarro.

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

Neste percurso acresce o valor da refeição a pagar directamente no local onde será servida.

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

PASSOS CONTADOS – «Relatos de viajantes, escritores e poetas entre Cacela e VRSA» (Domingo, 19 Maio, 9.30)

Continua em Maio, a 7ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso:

 

RELATOS DE VIAJANTES, ESCRITORES E POETAS ENTRE CACELA E VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

Com o arquitecto paisagista José Carlos Barros e outros convidados

19 Maio (Domingo)

Ponto de encontro: 9.30 em Cacela Velha

VRSACacela

 

Tomar as palavras escritas como um ponto de partida para olhar a Paisagem e procurar reinventá-la dando-lhe a dimensão temporal: dos poemas de Ibn Darraj sobre «os castelos da açucena», até às «hortas e campos de figueiras» que ficaram suspensos no olhar de al-Idrisi por inícios do século XII; da perplexidade de viajantes ingleses que descobriram uma Vila acabada de construir, até à Praça das Andorinhas de Vicente Campinas e às reflexões de Brito Camacho sobre o turismo balnear ou o património iluminista de Vila Real de Santo António.

Eis a proposta destes Passos Contados: olhar a Paisagem a partir das palavras de poetas ou viajantes, de escritores ou historiadores – ou, mesmo, do Marquês de Pombal, recuperando a memória, no segundo quartel do século XVIII, dos «muitos incêndios que tem ocasionado as cabanas de piteiras, de canas e de juncos» na praia de Monte Gordo.

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os passeios diurnos deverá trazer merenda, cantil com água, calçado confortável, roupa leve, chapéu e protector solar. Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela