Património hidráulico de Cacela

Fontes, poços, noras, aquedutos, tanques, cisternas e represas são formas arquitectónicas que acentuam o carácter distintivo da nossa região, e testemunham a forma como o homem se relaciona com o território utilizando o seu engenho e arte no aproveitamento da água para a sua sobrevivência e actividades.

Numa região onde a obtenção da água continua a ser um problema, devido ao fraco regime das chuvas, os poços assumiam-se, nas povoações, como lugares centrais na estrutura urbana. Nas zonas rurais, sendo a água essencial para o cultivo das hortas e dos pomares, as velhas noras mouriscas, associadas ao aqueduto e ao tanque, marcam presença nos montes, formalizando frequentemente o limite da propriedade.

Hoje, encontramos estes valiosos elementos do património em situações diversas:

  1. abandonados, envoltos em densa vegetação, fruto da progressiva substituição por furos com bombas eléctricas ou pela irrigação com água de barragens;
  2. reformulados, tendo a força motriz e alguns dos materiais de construção sido substituídos;
  3. cuidados e utilizados na irrigação de hortas e pomares;
  4. associados ainda a lendas e a religiosidade popular.

Sendo o passado um instrumento precioso para questionarmos o presente e perspectivarmos o futuro, no momento em que a água se assume como um dos bens mais preciosos e indispensável à vida, procura-se, a partir do estudo dos sistemas de captação de água e de rega, no passado e no presente, estimular a reflexão da comunidade sobre as novas preocupações e necessidades relativas à água.

O abastecimento de água tem sido tradicionalmente assegurado por nascentes, algumas vezes com acessórias qualidades medicinais, que justificam o termo águas santas para as designar, ou por poços. Estes encontram-se em 3 situações principais: em terrenos acessíveis a toda a população dentro de um certo raio, podendo também pontuar percursos de pastores ou viandantes; em terrenos privados servindo para irrigação de hortas e pomares; em terrenos privados, na vizinhança da casa, servindo simultaneamente necessidades domésticas e as de alguma pequena horta anexa.

A armazenagem da água das chuvas em tanques e cisternas filiada numa tradição documentada desde os romanos, pode existir num contexto rural, associada ou não a poços e noras mas identifica-se especialmente com o contexto urbano. Num caso ou noutro, às cisternas associam-se sistemas de condução que podem ser muito complexos, quer integrados em sistemas de irrigação dos campos, quer como colectores da água das ruas e dos telhados de um conjunto de casas, percorrendo distâncias relativamente grandes por caldeiras, nas coberturas, adossadas às paredes ou no coroamento dos muros.

As noras, sempre associadas a uma extensão de terra irrigável, são  normalmente do tipo em que a água é tirada por acção do movimento circular dos animais, comum no Norte de África, do Egipto ao Magrebe. À nora associa-se frequentemente um  aqueduto e um tanque.

É ainda corrente a extracção de água (de poços ou cisternas) por bombas manuais, de alavanca (mais antigas e raras) e rotativas – “bombas de roda” – que podem tomar uma presença própria no espaço dos pequenos aglomerados.

A bombagem electromecânica em furos generalizou-se no último quartel do século XX, servindo quer necessidades agrícolas quer o abastecimento colectivo dos aglomerados.

Os fontanários ou “bicas”, todas do mesmo modelo mas com singularizações locais, foram a primeira forma de as autarquias proverem água canalizada aos aglomerados. O lugar colectivo da água, como se viu, é normalmente no perímetro do aglomerado, de onde a água é carregada, por vezes em carrinhos próprios para cântaros.

Roteiro dos patrimónios hidráulicos de Cacela

Roteiro_patrimónios_água_Cacela

Roteiro-patrimónios_água_Cacela.verso

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s