Tagged: percurso pedestre

Percurso pedestre “A cal e a cor na arquitectura vernácula” – Passos Contados (22 Setembro, 9.30 em Santa Rita)

cal

Continua em Setembro, a 7ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso:

A CAL E A COR NA ARQUITECTURA VERNÁCULA. SABERES NA ALDEIA DE SANTA RITA

Com os arquitectos José Lima e Marta Santos

22 Setembro (Domingo)

Ponto de encontro: 9.30 em Santa Rita

Qual o ciclo da cal? Como funciona um forno de cal? O que é a cal branca e a cal parda e a que usos estão associados? Como é utilizada a cal nas construções com recursos a técnicas tradicionais?

Houve um tempo em que a norte da aldeia de Santa Rita – um dos maiores centros de produção e distribuição de cal no Baixo Guadina – laboraram cerca de uma dezena de fornos, onde se coziam com frequência grandes quantidades de cal. Utilizada pela mão do homem em rebocos e argamassas, e nas superfícies exteriores e interiores da casa, caiadas ciclicamente pelas mãos da mulher, a cal revela-se ainda como elemento identificador e simbólico da arquitectura vernácula do sul de Portugal.

Propomos um percurso de descoberta dos processos de transformação do calcário em cal, descobrindo os fornos de cal de Santa Rita. Partilharemos os saberes tradicionais das técnicas da caiação, da hidratação da cal viva e da execução das argamassas, usualmente utilizadas nas alvenarias tradicionais de xisto e taipa e nos revestimentos com os trabalhos de massa das platibandas.

No final do percurso teremos ainda a oportunidade de participar numa experiencia com cal!

Participe!

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Anúncios

Percurso pedestre Passos Contados “Sonoridades nocturnas” (Santa Rita, 31 Agosto, Sábado, 19.30)

Continua em Agosto, a 7ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso nocturno:

 “Sonoridades nocturnas. Escutar, interpretar e reproduzir os sons da natureza”

Com o ornitólogo Thys Valkenburg e a bióloga Fábia Azevedo do RIAS – Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens

31 Agosto (Sábado)

Ponto de encontro: 19.30 em Santa Rita

Mocho

O piar de uma coruja, de um mocho, o chilrear do rouxinol, o bater das asas de um morcego, o cantar dos grilos ou das cigarras, o coaxar das rãs, o vento a soprar entre a folhagem, o correr da água nas pedras são alguns dos sons que o ouvido humano consegue captar durante a noite.

 

Ao longo de um caminho rural vamos escutar e interpretar os sons da natureza. Uma experiência sensorial intensa que nos permitirá conhecer melhor as espécies que vivem na zona de Cacela, seus hábitos e habitats. A orientação do percurso estará a cargo do ornitólogo Thijs Valkenburg e da bióloga Fábia Azevedo do RIAS – Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens

 

Apareça pelas 19.30 em Santa Rita, no CIIPC (antiga escola primária).

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Tradições alimentares no Algarve Rural – Passeio pedestre no dia 6 Julho (Sábado)

Continua em Julho, a 7ª edição do ciclo de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”, com o percurso:

 

TRADIÇÕES ALIMENTARES NO ALGARVE RURAL

Com a socióloga da alimentação Maria Manuel Valagão

6 Julho (Sábado)

Ponto de encontro: 17.00 em Vila Real de Santo António

 Tradições alimentares - passos contados 2013

A cozinha no Sotavento Algarvio, estreitamente ligada ao grande universo da alimentação mediterrânica, é resultado de antigas heranças ligadas à exploração dos recursos do mar e da ria – o pescado diverso, o marisco e especialmente os bivalves –, do labor nas hortas e pomares do barrocal com variedade de hortícolas, citrinos e frutos secos (figo, amêndoa e alfarroba), bem como de tradições serranas ligadas à pastorícia, ao mel, aos antigos ciclos do pão e do porco, à caça e à utilização de ervas na aromatização das açordas e outros pratos.

Que influências deixaram romanos e árabes na nossa cozinha? De que forma o que comemos se relaciona com os recursos disponíveis no território e a sua exploração? Que trocas de produtos se estabeleciam em tempos idos entre os pescadores do litoral, os camponeses do barrocal e os montanheiros? Como é que a sazonalidade e o ciclo agrícola marcava a alimentação ao longo do ano? Como se conservavam os alimentos do mar e da terra? O que se comia e como se comia nos dias festivos? Como eram as nossas cozinhas? O que resta do nosso antigo receituário na memória dos mais velhos? São algumas das questões a que procuraremos dar resposta neste percurso, que se desenvolverá entre Vila Real de Santo António e a zona serrana do Baixo Guadiana. A terminar teremos oportunidade de degustar algumas comidas próprias da estação.

 

Passos Contados… porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sétima edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir relatos de viajantes, escritores e poetas sobre Cacela e Vila Real de Santo António (Maio); revisitar elementos de um Algarve antigo, entre o sagrado e o profano (Junho); descobrir antigas tradições alimentares no Algarve rural (Julho); escutar, interpretar e reproduzir os sons nocturnos da natureza (Agosto); conhecer os saberes ligados à cal e seus usos na arquitectura vernácula (Setembro); terminaremos seguindo as rotas do arqueólogo Estácio da Veiga em Cacela (Outubro).

 

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro no CIIPC (antiga escola primária) em Santa Rita, na cisterna de Cacela Velha, ou em Vila Real de Santo António na Praça Marquês de Pombal, consoante o percurso.

Para os passeios diurnos deverá trazer merenda, cantil com água, calçado confortável, roupa leve, chapéu e protector solar. Para os percursos nocturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Este percurso contará com apoio de um autocarro.

 

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel./ Fax: 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o seu nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€

Neste percurso acresce o valor da refeição a pagar directamente no local onde será servida.

 

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela