Percurso PASSOS CONTADOS “Muros, cercas, currais, palheiros, fornos e outras construções em pedra no Algarve rural”

Muros, cercas, currais, palheiros, fornos e outras construções em pedra no Algarve rural com o arquitecto Miguel Reimão Costa

Domingo, 9 Outubro – Ponto de encontro: 9.30 em Santa Rita

Para além das casas, dos montes, das aldeias, a paisagem do Algarve conserva uma série de outras construções que registam ainda a organização dos diversos usos do mundo rural, da proteção dos campos, do encerrar dos gados, do confinar das hortas no barranco, do debulhar dos cereais ou do arrecadar das forragens. Com esta visita, procuraremos compreender alguns dos temas associados a estas estruturas construídas em pedra que se adensam em redor da habitação, reconfigurando assim, muitas vezes, as melhores terras que estes lugares oferecem.

Miguel Reimão Costa é arquiteto, professor na Universidade do Algarve e investigador do CEAACP e do CEPAC. Tem publicado sobre a arquitetura doméstica, os assentamentos rurais e a paisagem no Algarve, em Portugal e no Mediterrâneo Ocidental a partir do início do período moderno.

Nota informativa

Este passeio terá início na aldeia de Santa Rita, mas compreenderá um percurso de carro (nas viaturas dos próprios participantes), até à zona de Curral de Boieiros e Carriços, já no vizinho concelho de Tavira (a cerca de 12kms de Santa Rita). Aí será feito um percurso a pé com cerca de 3 a 4 kms.

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela/CMVRSA

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o nome e contacto.

Valor de inscrição – 3€.

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

MERCADINHO DE OUTONO EM CACELA VELHA

cartaz_mercadinho-outono_ciipc_out16

Inscrições abertas até 14 de Outubro

Cacela Velha prepara-se para receber, no próximo dia 23 de Outubro (Domingo), mais um Mercadinho de Outono. Trocas & Baldrocas, um espaço onde se vendem artigos em segunda mão (discos, cd´s, livros, roupa, brinquedos, quadros, velharias…); artesanato tradicional (empreita, cestaria, latoaria, cerâmica, trapologia…) e novas criações (costura, bijuteria, crochet, ourivesaria…); produtos alimentares da região como o mel, pão, bolos, compotas, licores; flores; cremes e sabonetes naturais; brinquedos de madeira; livros e música marcam mais este Mercadinho.

Se estiver interessado em participar preencha a respectiva ficha de inscrição  e reencaminhe-a até ao dia 14 de Outubro para os emails abaixo indicados. Fichas de inscrição para venda de artesanato e produtos alimentares devem vir acompanhadas de fotografias dos produtos, que serão apreciadas no processo de selecção.

Regras de participação nos Mercadinhos de Cacela.

regras-mercadinhos-cacela

Fichas de inscrição

ficha-de-inscricao_prod_alimentares_outono-2016

ficha-de-inscricao_velharias_outono-2016

ficha-de-inscricao_artesanato_outono-2016

Organização

CMVRSA/ CIIPC – Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Contactos: 281 952 600  ciipcacela@gmail.com   https://ciipcacela.wordpress.com/

ADRIP – Associação de Defesa, Reabilitação, Investigação e Promoção do Património Natural e Cultural de Cacela

adrip.cacela@gmail.com   www.adripcacela.blogspot.com

 

 

“EU SEI, TU SABES, NÓS FAZEMOS: Entre o tradicional e o contemporâneo”

JEP-2016---Troca-Saberes---Cartaz.jpg

Troca de saberes-fazeres com a comunidade de Cacela

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita, 24 de Setembro, Sábado, 15h00 às 18h00

Empreita, cestaria, empalhamento de cadeiras com tabua, crochet, tricot de dedo, pigmentos e cal, ervas medicinais e aromáticas, brinquedos populares, figos-estrela, cerâmica, teares, mandalas de lã, origami, arte na paisagem,…

Materiais locais (cana, palma, tabua, barro, ervas aromáticas e medicinais, trapos,…) e saberes fazeres antigos da comunidade serão ponto de partida para um conjunto de oficinas a decorrer em simultâneo, no espaço da antiga escola primária de Santa Rita, onde o público aprende a fazer em troca de um saber ou vice-versa, numa articulação criativa entre o tradicional e o contemporâneo.

Aberto ao público em geral. Para todas as idades.

Participe! Venha passar uma tarde diferente connosco, trocando saberes e fazeres!

A proposta integra o programa das Jornadas Europeias do Património, uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia, envolvendo cerca de 50 países, com o objectivo de sensibilizar os cidadãos para a importância da protecção do Património. Em 2016 o tema Comunidades e Cultura visa envolver as comunidades no conhecimento, protecção, desenvolvimento e valorização dos patrimónios e culturas locais.

Informações

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600   ciipcacela@gmail.com   https://ciipcacela.wordpress.com/

 

 

 

 

 

POESIA NA RUA (Cacela Velha, 18 Setembro)

Poesia na Rua 2016_Cartaz.jpg

As ruas da vila histórica de Cacela Velha voltam a encher-se de poesia, a 18 de setembro, com mais uma edição da «Poesia na Rua».

Durante todo o dia, os recantos desta localidade – onde todas as ruas possuem topónimos dedicados a poetas que escreveram sobre Cacela ou ali viveram – oferecem aos visitantes sessões de poesia, conversas, apresentações de livros, mesas redondas, um mercado de rua com livros e produtos locais, bem como outros eventos pop-up.

A iniciativa tem como ponto de partida a herança poética de Ibn Darraj al-Qastalli, natural de Cacela, onde nasceu em 958, bem como de outros poetas que se inspiraram em Cacela Velha, como são os casos de Abû al-‘Abdarî, Sophia de Mello Breyner Andresen, Eugénio de Andrade, Teresa Rita Lopes ou Adolfo C. Gago.

E porque esta é uma festa em redor das palavras, haverá muitas obras para ler e consultar diante do magnífico cenário natural de Cacela Velha, bem como um «estendal de poesia» onde cada visitante será convidado a deixar o seu poema ou levar consigo aquele que mais gostar.

O programa começa às 10h00, com atividades para os mais novos, onde se destaca a caça ao poema, oficinas criativas, jogos poético-populares e uma sessão de conto.

A partir das 15h30 tem lugar a apresentação das obras «Mostruário de Títulos para Poemas», de Adão Contreiras, e «Antes da Iluminação», de Mariano Alejandro.

Segue-se a tertúlia «Uma poesia para cada geografia? Uma geografia para cada poesia», moderada por Adriana Freire Nogueira, que conta com a participação dos poetas Manuel Neto dos Santos, Luís Ene, Adília César e José Carlos Barros.

Ao longo da tarde, haverá ainda espaço para debater a edição da poesia no Algarve, momento que contará com a presença de diversas editoras especializadas (Lua de Marfim, 4 Águas, Mariposa Azual, Canal Sonora e Arandis).

O programa integra também a performance «Biopsi», o percurso poético «A casa na poesia», acompanhado ao trombone, bem como uma sessão retrospetiva dos 5 anos dos Poetas do Guadiana.

À noite, pelas 21h30, a festa da poesia encerra com chave de ouro, com poemas ao ritual da igrejinha, onde cada participante poderá livremente declamar poesia. A sessão contará com a presença dos «Funkarmonica», que garantirá o acompanhamento musical.

Em paralelo, o «Ovelha Negra Coletivo» irá apresentar a performance «Tapeçaria Digital», a partir da poesia de Cacela.

A «Poesia na Rua» é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Vila Real de Santo António / Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela. A entrada é livre.

Poesia na Rua 2016_Flyer - Verso.jpg

 

Percurso PASSOS CONTADOS “A tradição cerâmica em Santa Rita a partir de vestígios materiais e memórias orais” + Exposição Olaria em Santa Rita (Domingo, 11 Setembro)

Continuam em Setembro os “Passos Contados”, passeios pedestres de interpretação da paisagem, com o percurso:

A tradição cerâmica em Santa Rita a partir de vestígios materiais e memórias orais

Com a equipa do CIIPC e habitantes locais

11 Setembro (Domingo) Ponto de encontro: 9.30 em Santa Rita

Na pequena aldeia de Santa Rita desenvolveu-se uma tradição oleira com sucessivos herdeiros, até meados do século XX. Através das memórias orais de filhos, netos e habitantes da aldeia e de peças que ainda subsistem, foi possível reconstruir parte deste antigo saber-fazer.

Na Olaria Rosa que se manteve em funcionamento até aos anos 50-60, altura em que os plásticos e alumínios vieram concorrer com as loiças de barro, eram feitos alguidares para amassar o pão, potes para conservar as azeitonas, panelas para cozinhar no lume de chão, cântaros para transportar água e infusas para a manter fresca, utensílios essenciais no quotidiano das populações.

O barro de boa qualidade era extraído manualmente de barreiros nas proximidades. A qualidade e disponibilidade da argila foi também o motivo que propiciou a instalação, na década de 1930/40, de um telheiro para produção de telhas e tijolos, a nascente da aldeia, do qual restam as ruínas de um dos fornos. Persistem hoje, na tradição oral, antigas lendas de mouros e tesouros, que atestam a antiguidade da utilização das terras argilosas do Serro dos Barros para a produção de telhas e ladrilhos e conferem uma dimensão simbólica ao local.

No mesmo dia, durante o passeio, inauguraremos a Exposição “OLARIA EM SANTA RITA. Objectos, usos e memórias” que estará patente até 30 de Outubro, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira entre as 9h00 – 13h00 e 14h00-17h00. Na exposição reúnem-se algumas peças produzidas na Olaria Rosa de Santa Rita, memórias dos seus usos e regista-se a tradição ainda viva na aldeia de aplicar gatos nas peças partidas.

Poster-Expo-Olaria

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro. Pontos de encontro em Santa Rita no CIIPC (antiga escola primária), ou em Vila Real de Santo António, consoante o percurso.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela/CMVRSA

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o nome e contacto e remetendo a ficha de inscrição em anexo.

Valor de inscrição – 3€.

CICLO DE CINEMA “SOB AS ESTRELAS EM CACELA VELHA” 2016

CinemaSobEstrelas_Poster.jpg

Este Verão, o velho portão de ferro do antigo cemitério de Cacela Velha abre-se novamente para dar entrada a quem, à noite, sob as estrelas, quiser quiserem assistir a alguns dos melhores documentários da atualidade.ver cinema.

O ciclo “Sob as estrelas em Cacela Velha” propõe nesta sétima edição, mais 2 sessões de cinema, com a seguinte programação:

 30 de Agosto

O BOTÃO DE NÁCAR, Patricio Guzmán, Chile, 2015, 82’

O oceano contém toda a história da Humanidade, as vozes da terra e as que vêm do espaço. A água é também a maior fronteira do Chile e guarda o segredo de dois botões que foram encontrados nas suas profundezas. Com 2670 milhas de costa, o Chile é o maior arquipélago do mundo e tem paisagens espectaculares: vulcões, montanhas e glaciares. Também aí se ouvem as vozes dos primeiros indígenas da Patagónia, os primeiros colonos ingleses e as dos prisioneiros políticos de Augusto Pinochet. Alguns dizem que a água tem memória. Este filme mostra que também tem voz.

6 de Setembro

PÁRA-ME DE REPENTE O PENSAMENTO, Jorge Pelicano, Portugal, 2014, 101’

Pára-me de repente o pensamento/Como que de repente refreado/Na doida correria em que levado/Ia em busca da paz, do esquecimento…” Assim começa o poema publicado em 1915 na revista “Orpheu”, da autoria de Ângelo de Lima. Em 1894, o poeta e pintor foi internado no Centro Hospitalar Conde de Ferreira (Porto) com o diagnóstico de “delírio de perseguição”. Para reencontrar a personagem para a sua peça de teatro, o actor Miguel Borges decide passar três semanas com os actuais pacientes do hospital. Durante esse tempo, partilha com eles as conversas, as refeições, as terapias, o café e os cigarros. O documentarista Jorge Pelicano (“Ainda Há Pastores” e “Pare, Escute, Olhe”) pega na câmara e segue os seus passos, filmando 250 horas desse convívio e aprendizagem. A montagem final resultou num tratado de uma hora e meia sobre a loucura e a lucidez.

As sessões decorrerão sempre às 22h00, no Cemitério Antigo de Cacela Velha (ao ar livre).

Entrada – 2,50 € | Entrada livre para residentes

Organização: Câmara Municipal de Vila Real de Santo António / Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela, com a colaboração do Cineclube de Faro

O admirável mundo dos morcegos! Morcegos à solta em Santa Rita

Fotos de António Barbosa

Continuam em Agosto os “Passos Contados”, passeios pedestres de interpretação da paisagem, com o percurso:

O admirável mundo dos morcegos! Morcegos à solta em Santa Rita

Com a bióloga Sílvia Barreiro

27 Agosto (Sábado) Ponto de encontro: 21.00 em Santa Rita

Sabia que os morcegos são os únicos mamíferos verdadeiramente voadores? Em Portugal Continental existem 25 espécies de morcegos e todas elas se alimentam de insectos, prestando assim um valioso serviço no controlo de pragas agrícolas e de populações de insectos potencialmente transmissores de doenças. Por terem hábitos nocturnos e crepusculares, os morcegos são muitas vezes difíceis de ver. No entanto, por possuírem um biossonar para se orientar, é possível detectar a sua presença e observar o seu comportamento com a ajuda de detectores de ultrassons.

Dia 27 de Agosto junte-se a nós em Santa Rita e venha conhecer um pouco mais sobre estes interessantes animais.

Sílvia Barreiro, licenciada em Ciências do Ambiente e Mestre em Biologia da Conservação, dedica-se há mais de 10 anos ao estudo de morcegos. Actualmente desenvolve o seu trabalho na Unidade de Biologia da Conservação da Universidade de Évora.

Informações

Os percursos realizam-se aos Sábados e Domingos, entre Abril e Outubro.

Pontos de encontro em Santa Rita no CIIPC (antiga escola primária), ou em Vila Real de Santo António, consoante o percurso.

Para os percursos noturnos deverá trazer roupa quente, calçado confortável e lanterna.

A organização reserva-se o direito de anular a realização de percursos caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela/CMVRSA

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600 | ciipcacela@gmail.com

As participações são limitadas. Inscreva-se com antecedência, deixando o nome e contacto e remetendo a ficha de inscrição em anexo.

Valor de inscrição – 3€.

Organização

Câmara Municipal de Vila Real de Santo António /Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela