OFICINA TECER CORDÃO EM TEAR CIRCULAR

Oficina - Tecer Cordao em Tear Circular.jpg

O tear de pregos circular tem como inspiração um antigo brinquedo de crianças, usado por muitos, e feito a partir dos antigos carros de linha, em madeira, que caíram em desuso. O carrinho de linha, de forma tubular, só precisava de quatro ou mais pregos e com um pouco de lã, trabalhava, em jeito de brincadeira, a motricidade fina e concentração dos miúdos e graúdos. O resultado é um cordão que pode ser usado das diversas formas (produção de tapetes, pegas, bases para as panelas quentes, mas também de peças decorativas, acessórios e bijuteria).

Nesta oficina, que terá início com uma conversa sobre o ciclo da lã, e os benefícios da tecelagem na saúde e educação, vamos partilhar conhecimentos herdados das gerações mais antigas.

Cada participante irá aprender a tecer no seu próprio tear de pregos circular que levará para casa no final da oficina para continuar o seu cordão.

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com

Sujeito a inscrição prévia

Valor – 6 € – pessoa; 10 € – adulto + criança

 

Anúncios

EXPOSIÇÃO PÃOTRIMÓNIO

Poster - PÃOTRIMÓNIO_Breaditage

Da cultura mediterrânica faz parte a tríade pão, azeite e vinho. É o pão que esta exposição pretende celebrar e promover. Pela sua história, pelo bem que nos faz, pela beleza das paisagens e gente que evoca, pelas pessoas que ainda o fazem!

A exposição, com textos em português e inglês, foi promovida pela Terras Dentro – Associação para o Desenvolvimento Integrado e copromovida pelo Turismo do Alentejo, E.R.T., ao abrigo do Projecto Qualificação do Pão Alentejano, ação de sensibilização aos consumidores sobre a temática do pão no âmbito do Alentejo – 2020.

Inaugura no dia 17 de Fevereiro, Sábado, pelas 16h00 com conversa à roda do pão com a presença do responsável pelos conteúdos da exposição, Fernando Moital, e de conhecedoras das artes de amassar e cozer o pão, na nossa região.

Bem-vindos e celebrem connosco o nosso Pãotrimónio!

Horário

De segunda a sexta-feira

9h00 – 13h00 e 14h00-17h00

 

EXPOSIÇÃO Identidade Cultural da Serra do Caldeirão

Poster - Identidade Cultural da Serra do Caldeirão

O CIIP Cacela /CMVRSA acolhe entre 12 de Janeiro e 14 de Fevereiro a exposição “Identidade Cultural da Serra do Caldeirão” que resulta de um levantamento das actividades económicas e do património local da Serra do Caldeirão levado a cabo pela Associação In Loco.

O fio condutor da exposição é a rica e diversificada Identidade Cultural “Serrenha” assente nos saberes fazeres tradicionais na sua relação com o território. Cada painel caracteriza: vivências quotidianas, arquitectura vernácula, materiais de construção tradicionais, agricultura, cozinha tradicional,…

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira entre as 9h00 e as 13h00 e as 14h00 e as 17h00.

ACONTECEU NO CIIP CACELA EM 2017

Ao longo do ano o Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António continuou a dinamizar projectos e actividades em torno da investigação, interpretação, usufruto e educação para o património e programação cultural em Cacela Velha.

Aqui fica o balanço “ilustrado”, para que possamos recordar e pensar sobre o trabalho realizado, que é também de todos aqueles que partilharam o nosso caminho e se envolveram nas nossas actividades.

Grelha aconteceu_2017

DESTAQUE

Este ano destacamos o projecto educativo “Festividades Cíclicas. Descobrindo as tradições festivas ao longo do ano” que o CIIP Cacela tem estado a dinamizar com as escolas do concelho de Vila Real de Santo António. O projecto visa sensibilizar crianças e educadores para as raízes milenares das festividades cíclicas que continuamos a celebrar e dar a conhecer as antigas tradições festivas no Algarve, na sua ligação ao território e aos ciclos astral e agrícola. O ciclo festivo e agrícola foi também pretexto para muitas das actividades dinamizadas pelo CIIPC ao longo do ano: o reviver da tradição dos Maios em Santa Rita; oficinas nas escolas (Maios, coroas de fores das Maias, Dia da Espiga, talegos para o Pão por Deus, Presépio Algarvio); oficinas temáticas para famílias e público em geral; actividades com a ASMAL e as Casas do Avô; exposições; percursos pedestres; convívios e encontros com a população local (Reis, 1º de Maio, Santos Popular, Santos, São Martinho, Natal) e artigos publicados no Tomilho (o nosso boletim bimensal), casos dos textos sobre o Culto dos Mortos; os Astros e o Ciclo Agrário; ou sobre o Dia da Espiga.

 1. INVESTIGAÇÃO

 Continuou o estudo das colecções de cerâmicas islâmicas de Cacela Velha exumadas do bairro islâmico do sítio do Poço Antigo e Largo da Fortaleza; e o estudo dos materiais arqueológico do túmulo megalítico de Santa Rita, em colaboração com a Universidade de Huelva.

Tendo como ponto de partida uma proposta da Universidade do Algarve e da Direcção Regional de Cultura do Algarve, que o Município de VRSA acolheu com grande interesse, deram-se os primeiros passos para que no Verão de 2018 recomecem escavações arqueológicas em Cacela Velha, no âmbito do projecto “Muçulmanos e Cristãos em Cacela Medieval: território e identidade em mudança” – CACELA 2018, da responsabilidade científica das arqueólogas Cristina Garcia e Maria João Valente, submetido à DGPC e entretanto aprovado. Prevê-se uma colaboração activa do CIIPC/CMVRSA, nas escavações arqueológicas, tratamento e gestão do espólio e organização de visitas ao sítio arqueológico enquanto decorrerem os trabalhos.

Destaque para um artigo com novos dados sobre o espólio do Túmulo Megalítico de Santa Rita, da autoria do nosso colaborador Nuno Inácio intitulada: “Potes para os mortos: ritual funerário e tecnologia cerâmica em contexto megalítico” publicado em Arqueologia em Portugal. 2017 – O Estado da Questão, pela Associação dos Arqueólogos Portugueses.

O CIIPC preparou a proposta de classificação do Túmulo Megalítico de Santa Rita que foi remetida no início do ano para a Direção Regional de Cultura do Algarve, onde se encontra para apreciação.

2. VALORIZAÇÃO, DIVULGAÇÃO E USUFRUTO DO PATRIMÓNIO

 Passeios e visitas

“Passos Contados”, o ciclo de passeios pedestres, dinamizado pelo CIIPC/CMVRSA, voltou a mobilizar este ano, na sua 11ª edição, muitas dezenas de participantes, propiciando novas experiências de interpretação da paisagem e do património.

Realizaram-se 7 percursos, entre Abril e Outubro. Os passeios iniciaram em Abril com um percurso sobre a flora do Algarve com o arquitecto paisagista Ricardo Canas; em Maio fomos em busca das plantas medicinais e suas aplicações na saúde com o naturopata João Beles; em Junho percorremos hortas e pomares para falarmos sobre a agricultura mediterrânica com a engenheira hortofrutícola Ana Arsénio; em Julho propusemos um final de dia na safra do sal nas salinas da foz do Guadiana com os produtores de sal Jorge Filipe Raiado e Sandra Madeira e salineiros; em Agosto observámos estrelas e constelações com os astrónomos Filipe Dias e Ricardo Freitas; em Setembro ficámos a conhecer os usos das matérias vegetais em alcofas, vassouras, vasculhos, cordas com artesãos do Baixo Guadiana; terminámos em Outubro com um percurso sobre o culto dos mortos na pré e proto-história com os arqueólogos Catarina Oliveira e Nuno Inácio.

Este ano, 3 dos percursos tiveram a oferta complementar de oficinas e degustação de produtos da região.

Continuaram as visitas orientadas ao património de Cacela Velha e Santa Rita, especialmente dirigidas a grupos, mediante solicitação prévia. Destaque este ano para a visita Cacela Velha e ao Túmulo Megalítico de Santa Rita com cerca de 50 alunos do Master em Arquitectura e Património Histórico (MARPH) da Universidade de Sevilha no dia 12 de Maio; e para a recepção e orientação de visita a Cacela Velha e ao Túmulo Megalítico de Santa Rita com cerca de 50 estudantes estrangeiros no âmbito do programa de acolhimento aos novos estudantes internacionais da Universidade do Algarve, no dia 23 de Setembro.

EXPOSIÇÕES NO CIIPC

Acolhimento da exposição “O que eu vejo da minha chaminé” A partir das chaminés de Olhão. Com direcção artística de Joana Bandeira, Acaso. Patente entre 20 de Janeiro e 28 de Fevereiro.

Acolhimento da exposição “Algarve – sortido rico de imagens de uma arquitetura evanescente” – Fotografias de Filipe da Palma. Inauguração a 16 de Março. Patente até a 30 de Abril.

Concepção da exposição “Os Maios e as tradições festivas do início de Maio”. Patente de 4 a 26 de Maio.

Acolhimento da exposição “Documentar Algarve Interior” da Algarve Film Comission, com 30 fotografias recolhidas em territórios do Algarve Interior (algumas em Cacela) e projecção de 9 curtas-metragens documentais. Inauguração a 2 de Junho. Patente até 7 de Julho.

Acolhimento da exposição “Vida no Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António” – Fotografias de Agostinho Gomes. Inauguração a 19 de Julho. Patente até 15 de Outubro.

Acolhimento da exposição “O pomar tradicional de sequeiro”. Exposição concebida e cedida pela Câmara Municipal de Loulé. Enriquecida com património etnográfico associado ao pomar de sequeiro recolhido na aldeia de Santa Rita. Patente de 17 de Outubro a 1 de Dezembro.

Presépio Algarvio. Elaborado com a comunidade de Santa Rita. De 7 de Dezembro a 6 de Janeiro.

DIAS COMEMORATIVOS

O CIIP Cacela associou-se no dia 24 de Setembro ao programa das Jornadas Europeias do Património este ano com o tema “Património e Natureza” com o seu percurso do ciclo Passos Contados “Matérias vegetais e seus usos: alcofas, vassouras, vasculhos, cordas” com artesãos de Santa Rita e Ribeira da Gafa.

6_Matérias vegetais e usos (9)

3. EDUCAÇÃO PARA O PATRIMÓNIO

Continuou a dinamização da acção educativa “DE BOCA A ORELHA. Contos, lendas, provérbios, adivinhas, lengalengas… À descoberta do património oral das 4 cidades” no âmbito do Projecto “À Descoberta das 4 Cidades” (2014 e 2017). Destaque, neste último ano, para a recepção, organização e selecção das recolhas de tradição oral realizadas pelos alunos e professores envolvidos com vista à edição final do projecto.

Desenvolvimento da proposta de acção educativa “Às voltas com a água. À descoberta dos patrimónios da água nas 4 cidades” (fundamentação, objectivos, calendarização e produções) no âmbito do Projeto “À Descoberta das 4 Cidades”, a desenvolver nos próximos 3 anos letivos: 2017 a 2020. Apresentação da proposta na reunião geral do Projecto das 4 Cidades realizada em Montemor-o-Novo no dia 3 de Novembro.

Imagem patrimónios água

Iniciou-se o Projecto educativo “Festividades cíclicas. Descobrindo as tradições festivas ao longo do ano” dinamizado com as escolas de Vila Real de Santo António nos anos lectivos 2016/17 e 2017/18. Envolveram-se 11 turmas do 1º ciclo e 1 do 2º ciclo distribuídas por Vila Real de Santo António, Monte Gordo e Vila Nova de Cacela. O projecto visa sensibilizar crianças e educadores para as raízes milenares das festividades cíclicas que continuamos a celebrar e dar a conhecer as antigas tradições festivas no Algarve, na sua ligação ao território e aos ciclos astral e agrícola.

. Apresentação do diaporama / jogo sobre as festividades ao longo do ano e entrega da ficha de recolha nas 11 turmas envolvidas (entre Janeiro e Fevereiro).

. Dinamização de oficinas assinalando datas festivas do calendário.

Oficina de Maios com turma da EB2,3 Infante D. Fernando de Vila Nova de Cacela (Maio)

Oficina de coroas de flores das maias com turma do 1º ano da EB1 de Monte Gordo (Maio)

Apanha da espiga na tarde de Quinta-feira da Ascensão com 2 turmas da EB1 Manuel Cabanas de Vila Nova de Cacela (Maio)

Oficina de Talegos para o Pão por Deus com as turmas da EB1 Manuel Cabanas e da EB2,3 Infante D. Fernando de Vila Nova de Cacela (final de Outubro)

Oficina de Searinhas e Presépio Algarvio com turmas da EB1 Caldeira Alexandre, EB1 Monte Gordo, EB1 Manuel Cabanas e EB2,3 Infante D. Fernando de Vila Nova de Cacela. (Início de Dezembro)

Apresentação às escolas de Vila Nova de Cacela (1º e 2º ciclo) da proposta de projecto educativo sobre o JOGO DO MOINHO (jogo de tabuleiro de grande popularidade durante o período islâmico na Península Ibérica). Projecto a ser desenvolvido conjuntamente pelos museus pertencentes ao grupo de Educação da Rede de Museus do Algarve (RMA-EDU) no ano lectivo 2017/2018. Adesão de duas turmas: uma do 6º ano da EB2,3 Infante D. Fernando e outra do 3º/4º da EB1 Manuel Cabanas.

 

Dinamização regular de oficinas educativas e artísticas ao longo do ano:

Oficina de mandalas de lã orientada por Sara Madeira. Para adultos e crianças no dia 28 de Janeiro

Oficina de Carnaval “Máscaras criativas” orientada por Paulo Moreira e Kirsteen Ruffell. Para famílias no dia 12 de Fevereiro

Oficina Massa-Madre: a Química do Pão com Variações Algarvias com Luísa Teixeira. Para adultos e crianças no 12 de Março

Oficina de Páscoa “Vem criar um Maio”. Para crianças no dia 11 de Abril 

Oficina de Figos cheios, estrelas de figo e bombons de figo. Para o público em geral no dia 11 de Novembro

Oficina de Natal “Sabonetes naturais e velas”. Para o público em geral no dia 3 de Dezembro 

No Verão durante as férias, tiveram lugar no CIIPC diversas oficinas para público infanto-juvenil:

Papagaios de papel – 27 de Junho

Teares com materiais naturais – 4 de Julho

Arqueologia – 11 de Julho

Olhos de Deus e mandalas de lã – 18 de Julho

Ainda durante o Verão, colaborámos com diversos programas de férias, dinamizando oficinas educativas para grupos de crianças e jovens por solicitação de entidades externas:

 Oficina de “Estampilhas árabes” – 1 de Agosto. Com crianças e jovens da Associação Porta Amiga de Tavira e CAT de Vila Real de Santo António

Oficina de Mandalas e Olhos de Deus – 8 de Agosto. Com crianças e jovens do CAT de Vila Real de Santo António

Oficina “À descoberta das aves do Sapal de Castro Marim e VRSA” – 16 de Agosto. Com Centro Infanto-juvenil de Vila Real de Santo António

Oficina de Arqueologia – 18 de Agosto. Com crianças e jovens do ATL da Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim

Oficina de Mandalas e Olhos de Deus – 22 de Agosto. Com crianças e jovens da Associação Porta Amiga de Tavira 

Recebemos no CIIP Cacela, Santa Rita no dia 12 de Setembro, 12 artistas de uma residência artística internacional em Tavira “Ellipsis” para quem organizámos um programa orientado para a partilha de saberes e técnicas tradicionais e conhecimento da flora local, compreendendo:

. Oficina de empreita em palma, orientada pela artesã Ana Maria Afonso, da Ribeira da Gafa

. Visita ao Jardim Representativo da Flora Algarvia na Várzea de Cacela Velha

Dinamizámos o peddypaper “Uma aventura em Cacela Velha” com alunos espanhóis, estudantes de língua portuguesa) no Instituto de Educación Secundaria “Odón Betanzos Palacios”, de Mazagón (Huelva, Espanha) no dia 17 de Maio.

Ao longo do ano recebemos a visita regular de utentes da Asmal e das Casas do Avô de Monte Gordo e VRSA com quem dinamizámos diversas visitas/oficinas:

Com os utentes da ASMAL (Associação de Saúde Mental do Algarve)

Oficina de Maios (7 de Março); Visita à exposição “Documentar Algarve interior” + dinamização da Oficina-jogo “O que nos contam os objectos? Descobrindo as profissões antigas” com a colaboração de antigos profissionais da aldeia de Santa Rita (13 Junho); Visita à exposição “Vida no Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António” + oficina de mandalas de lã (16 de Setembro); Visita à exposição “O pomar tradicional de sequeiro” + oficina de bombons de figo e amêndoa (5 de Dezembro)

Com as Casas do Avô de Monte Gordo e VRSA

Oficina de Maios (Monte Gordo, 29 de Março); Oficina de arranjos em papel para arraial dos Santos Populares (VRSA e Monte Gordo, 8 Junho); Visita à exposição “O pomar tradicional de sequeiro” + oficina de bolas de trapos (CIIP Cacela, 15 de Novembro)

 

4. PROGRAMAÇÃO CULTURAL EM CACELA

Este ano, procurou-se dar continuidade a uma programação cultural em Cacela alicerçada nas nossas heranças culturais, História e património.

MARÇO, MARÇAGÃO COM VITORINO E CARLOS MOTA DE OLIVEIRA

A antiga escola primária de Santa Rita encheu-se, no dia 12 de Março, para ouvir Vitorino a cantar e Carlos Mota de Oliveira a dizer poesia. Um belíssimo e único fim de tarde! Muito gratos ao Carlos Mota de Oliveira, Vitorino, Zé Francisco e Janaca por esta generosa oferta ao CIIPC/CMVRSA e à aldeia de Santa Rita.

MAIOS NA ALDEIA DE SANTA RITA

Este ano em Santa Rita, em estreita colaboração com os habitantes da aldeia, revivemos esta antiga tradição festiva, tão característica na região, nos dias 30 de Abril e 1 de Maio. Os Maios que saíram à rua recriaram provérbios da nossa tradição oral e foram elaborados pelas muitas pessoas, de todas as idades, que se envolveram na iniciativa: população local, EB2,3 de Vila Nova de Cacela, utentes da Asmal, Casas do Avô de Monte Gordo e Vila Real de Santo António e crianças no âmbito de Oficina de Páscoa organizada no CIIPC.

Realizou-se a 5ª edição das NOITES D’ENCANTO (em estreita colaboração com a Ibérica e a ADRIP), de 13 a 16 de Julho. Ao longo de 4 dias, as ruas de Cacela Velha encheram-se de música, gastronomia, mercado, animação e muitas pessoas. Espaço sobre jogos islâmicos (numa colaboração com a CM Alcoutim) e exposição de mouras encantadas, reforçaram a dimensão cultural da iniciativa.

Teve lugar em Cacela Velha, no dia 16 de Setembro, mais uma edição – a séptima – da “POESIA NA RUA”. A poesia voltou às ruas de Cacela chamando muitas pessoas a participar. De manhã, realizaram-se actividades para os mais novos (leitura de contos e de poemas, oficinas criativas). Durante a tarde tivemos apresentação de livros, conversas, poetas do Guadiana, percurso poético, mercado de livros, artesanato e produtos locais, estendais de poesia e poemas nas paredes. Quando a noite caiu, juntaram-se poetas e dizedores na festa “Poemas ao ritual de Cacela – terra de poesia”, um momento que já faz tradição, ao som dos Funkarmonica.

Regressou a Cacela Velha no Verão a CLÁSSICA EM CACELA, na sua 8ª edição, numa organização do Município de Vila Real de Santo António com programação da flautista Teresa Matias. Este ano foi dedicado aos Quartetos de Cordas, com dois concertos no Cemitério Antigo: Quarteto Suonarte a 17 de Agosto e Quarteto Prana a 24 de Agosto.

As portas do velho cemitério de Cacela Velha voltaram a abrir-se para acolher o Ciclo de Cinema “Sob as Estrelas em Cacela Velha” com a colaboração do Cineclube de Faro. Sessões nas noites de 30 de Agosto – Nostalgia da Luz de Patricio Guzmán; e 6 de Setembro – Paula Rego, Histórias e Segredos de Nick Willing. 

Continuaram os animados e participados Mercadinhos na Primavera, Verão, Outono e Natal em Cacela Velha (em colaboração com a ADRIP), a 2 de Abril, 25 Junho, 22 Outubro e 10 Dezembro. Artesanato tradicional, novas criações, produtos locais, velharias, animação de rua e música foram assinalando o passar das estações nas ruas de Cacela Velha. Destaque este ano para um esforço acrescido na componente de animação cultural durante os mercadinhos com música ao vivo, teatro, magia; e para uma área de comidas e petiscos.

Colaborámos ainda com o Banco de Voluntariado de VRSA na organização da 12ª edição do Mercado das Trocas – Troca de “Coisas & Saberes” em Cacela Velha, no dia 23 de Setembro. Um Mercado alternativo que pretende sensibilizar e envolver a comunidade na troca bens, serviços e saberes de forma directa, sem dinheiro.

5. EDIÇÕES

Continuou a edição do “Tomilho”, o boletim do CIIPC com edição bimensal, no qual se dá conhecimento das nossas actividades, mas onde se dá também voz à população publicando fotografias antigas e registando memórias, saberes-fazeres, tradições festivas, receitas e objectos.

Tomilho

Apresentação ao público do jogo de memória “Personagens e Objectos Mágicos dos Contos e Lendas” nas 4 cidades irmãs de Vila Real de Santo António, Montemor-o-Novo, Marinha Grande e Fundão, no âmbito da acção educativa “DE BOCA A ORELHA” dinamizada desde 2014 no âmbito do projecto “À Descoberta das 4 cidades”. O Jogo foi apresentado e entregue às crianças envolvidas, no dia 11 de Janeiro na Biblioteca Municipal Vicente Campinas.

No âmbito da mesma acção educativa está em preparação, e com data de lançamento marcada para o dia 11 de Março de 2018, o livro “De boca a orelha. 365 Tesouros do Património Oral das 4 cidades: Fundão, Marinha Grande, Montemor-o-Novo e Vila Real de Santo António” no âmbito do Projeto “À Descoberta das 4 Cidades” (2014 a 2017)

6.  TRABALHO EM REDE

O CIIPC/CMVRSA, enquanto núcleo estruturante de um futuro Museu Municipal de Vila Real de Santo António, integra desde 2008 a Rede de Museus do Algarve, continuando a participar activamente nas reuniões gerais e na dinâmica dos grupos de trabalho entretanto constituídos (Arqueologia, Património Cultural Imaterial, Educação). Em 2016 e 2017 o CIIPC integrou o Grupo Coordenador da RMA.

Alguns destaques:

Patilha de experiências com serviços educativos dos Museus do Algarve (Grupo RMA-EDU).

Colaboração preparação de conteúdos com manifestações do Património Cultural Imaterial de Vila Real de Santo António para o site Algarve Imaterial que será disponibilizado ao público a partir de 2018 (RMA-PCI).

Colaboração na organização das primeiras Jornadas da REDE DE MUSEUS DO ALGARVE “Museus sem reservas?” realizadas em Loulé no dia 17 de Março. 

Formação

Participação na acção de formação “Educação não formal e espaços culturais”, realizada nos dias 12 e 19 de Junho em Loulé, organizada pela Associação cultural Acesso Cultura e Câmara Municipal de Loulé.

Participação na Conferência Nacional de Educação Patrimonial “Os miúdos e o património: oportunidades e desafios” integrada no Festival APROXIMA-TE! e organizada pela Spira – revitalização patrimonial, no dia 24 de Novembro, no CCB em Lisboa.

 7. OUTROS MOMENTOS

A população de Santa Rita celebrou connosco alguns importantes momentos festivos: Convívio de Reis com bolo-rei, 6 de Janeiro; e Magusto com castanhas, vinho novo e bolos, 11 de Novembro. 

Limpeza e desvegetação de sítios arqueológicos e históricos em Santa Rita (eira da aldeia, fornos de cal e túmulo megalítico) com vista à sua dignificação e usufruto no contexto de actividades educativas e visitadas acompanhadas (com a colaboração da Junta de Freguesia de Vila Nova de Cacela).

Desvegetação, limpeza e manutenção do sítio arqueológico do Poço Antigo (bairro islâmico) em Cacela Velha (com a colaboração da empresa municipal ecoambiente).

Participação na apresentação da Associación de Investigación e Difusión del Património Cultural e Natural del Bajo Guadiana, na sequência de convite remetido pelos organizadores, no dia 14 de Setembro em Ayamonte, em representação do CIIPC/CMVRSA.

Em Dezembro reabriu o Centro de Informação da Casa do Pároco (aberto diariamente de 3ªf a Sábado), estrutura fundamental no acolhimento, atendimento e prestação de informação turística, cultural e patrimonial aos visitantes e na organização da programação em Cacela Velha.

OFICINA DE REIS

Oficina Entraçar Cana

Bolo do Reino dos Algarves

Luísa Teixeira
CIIP Cacela, Santa Rita
Sábado, 6 de Janeiro, 14h30 às 17h00
Para o público em geral

 Partindo de uma base simples de massa lêveda e aproveitando a ideia do tradicional bolo-rei molda-se uma coroa de símbolos: tradições, ingredientes locais, calor físico e humano.

Compreendendo as técnicas de base abre-se a possibilidade de adaptar a receita ao gosto e necessidades pessoais: mais ou menos doçura, mais este ou aquele ingrediente, com esta ou aquela forma.

Em pleno Inverno conjuga-se o calor humano com os ingredientes de conservação da região, tais como amêndoas, figos, alfarrobas etc., sem excluir possibilidades mais longínquas – celebrando a jornada dos três reis do Oriente num tesouro gastronómico simples e continuando a alegria antiga perante um sol que, parecendo que morria, afinal renasce.

 Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela
Antiga Escola Primária de Santa Rita
Tel. 281 952600 
ciipcacela@gmail.com
https://ciipcacela.wordpress.com
Sujeito a inscrição prévia
Valor – 6 € – pessoa; 10 € – adulto + criança

MERCADINHO DE NATAL EM CACELA VELHA

Mercadinho de Primavera 2015

Cacela Velha recebe, no próximo dia 10 de Dezembro (Domingo), mais um Mercadinho de Natal. Artesanato tradicional (empreita, cestaria, latoaria, cerâmica, trapologia…) e novas criações; produtos alimentares da região como o mel, pão, bolos, compotas, licores; flores; cremes e sabonetes naturais; brinquedos artesanais; livros; velharias e artigos em segunda mão (discos, cd´s, livros, roupa, brinquedos, quadros,…) voltarão a marcar este Mercadinho.

PROGRAMA

Quem visitar a vila histórica de Cacela Velha poderá encontrar ao longo do dia:

Música selecionada por Dj Yacobian

Mini-oficina de postais de Natal

11h30 – Violinista Roy Nicholls interpretando peças de autores clássicos

11h45- 13h00 – Oficina “Da azeitona ao azeite” que inclui  passeio interpretado à Várzea de Cacela Velha + prova de azeite, dinamizado pela Associação In Loco (ponto de encontro: Casa do Pároco)

15h30 – Coro do Conservatório Regional de Vila Real de Santo António

Na nossa área de petiscos vai poder degustar: comida vegetariana, crepes salgados e doces, cozido de grão, hamburgers caseiros, bebidas quentes natalícias,…

Apareça!

Organização

CMVRSA/ CIIPC – Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Contactos: 281 952 600; ciipcacela@gmail.com; https://ciipcacela.wordpress.com/

ADRIP – Associação de Defesa, Reabilitação, Investigação e Promoção do Património Natural e Cultural de Cacela

adrip.cacela@gmail.com; www.adripcacela.blogspot.com

 

 

OFICINA DE NATAL Sabonetes naturais e velas

Oficina Natal - Sabonetes e Velas.jpg

 

O CIIPC / CMVRSA volta a propor uma oficina de Natal onde miúdos e graúdos podem criar presentes diferentes para oferecer na quadra natalícia. Este ano, com a orientação de duas artesãs, a proposta é fazer sabonetes naturais com aromas das plantas da região e velas.

Para o público em geral. Sujeito a inscrição prévia

Valor: 6 € – por pessoa; 10€ – criança + adulto

Inscrições

Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela

Antiga Escola Primária de Santa Rita

Tel. 281 952600 | ciipcacela@gmail.com | https://ciipcacela.wordpress.com